21 de Abril de 2018 | 15:13
You are here:  / DESTAQUES / PONTALINA-GO / Sem categoria / Na Sessão Ordinária da última segunda-feira (02), o Vereador Noedson Santiago foi o primeiro a fazer uso da tribuna.  Em um discurso recheado de indignação, o vereador falou sobre a festa realizada durante a Semana Santa

Na Sessão Ordinária da última segunda-feira (02), o Vereador Noedson Santiago foi o primeiro a fazer uso da tribuna.  Em um discurso recheado de indignação, o vereador falou sobre a festa realizada durante a Semana Santa

Na Sessão Ordinária da última segunda-feira (02), o Vereador Noedson Santiago foi o primeiro a fazer uso da tribuna.
Em um discurso recheado de indignação, o vereador falou sobre a festa realizada durante a Semana Santa: “Quero aqui expressar meu repúdio ao acontecimento dessa última semana. Semana esta que, para nós católicos é a mais importante do ano pois celebramos o sofrimento e a morte de Jesus Cristo. Eu fiquei indignado porque nunca tinha visto em nenhum lugar a realização de uma festa na sexta-feira da paixão.”
O edil ainda informou que durante toda a madrugada de quinta para sexta a igreja católica tem o costume de realizar vigílias para meditação e adoração a Jesus em seus últimos momentos, e que por conta do som ensurdecedor da festa, a vigília que aconteceria na Igreja São Francisco de Assis, localizada próximo ao local do evento, foi suspensa. Noedson ainda disse: “Procurei a Prefeitura e falei com o Fernando para saber o por quê de ter havido a liberação de alvará para esse evento e ele me informou que não há nenhuma lei que proíbe a realização de festas nesse período.”
Nesse momento o Vereador Wemerson Werler pediu a palavra e ressaltou que, sobre a proibição de eventos festivos nessa semana específica ele não sabe informar, mas sobre a comercialização de bebidas alcoólicas durante a sexta-feira da paixão já existe uma lei de autoria da Vereadora Marlene Lopes.
Então Noedson discorreu: “Minha intensão é que nós, vereadores, nos juntemos e façamos uma lei que proíba festas nesses dias porque já existe o ano todo, vários feriados prolongados para que se façam festas para nossos jovens, inclusive a quaresma se inicia com 5 dias de festas que é o carnaval. Eu acho uma falta de respeito aos que comungam da fé católica e que usa desses dias do sofrimento de Cristo para refletir suas vidas, buscar melhorar com o próximo e com a comunidade e adorar esse Deus que morreu para nos salvar.”
A Vereadora Marlene Lopes complementou dizendo que devem mandar um lembrete a Prefeitura para fazer valer essa lei da venda de bebidas alcoólicas na sexta-feira da paixão, pois se não houver bebidas não haverá festas.
Para encerrar, o Vereador Noedson Santiago diz ser representante de toda a população e por ter havido tantas reclamações é o responsável por trazer ao plenário essas observações.

Fonte: Câmara Municipal de Pontalina

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )